Pular para o conteúdo
5 de fevereiro de 2018 / carlostrapp

Em defesa das mulheres!

Há poucos dias, li uma notícia sobre a questão da violência que muitas mulheres são vítimas, e fiquei preocupado com o direcionamento da questão, fato que me fez lembrar de um estadista norte-americano, cujo nome não lembro agora, que disse, certa vez, que “não é possível governar sem Deus”. Quer dizer, sem os valores do cristianismo nenhuma gestão agirá com os devidos acertos.
A questão da mulher é preciso tratar de outra forma. Vejam, estão até esquecendo de que mulher é a Rainha do Lar!
Em todos os sentidos se tenciona tirar a mulher do lar, e deixá-la longe dos filhos.
Por que nós temos tantos problemas na sociedade? Tanta violência, tanta corrupção, entre outros males? É porque os filhos (se ainda os tem) ficam entregues a si mesmos.
Se a mulher tem filhos pequenos ela deve dar prioridade para os mesmos, cuidar bem deles e o marido deve trazer o pão para casa. Isso não é vergonhoso; isso é o ideal. Repito: Ser mãe, ser dona de casa, é algo muito nobre. Aliás, muito bom para a mulher, onde ela se realiza.
Não tem contribuição melhor que a mulher pode dar à sociedade do que filhos bem educados. Pensemos nisso!
Sei que a mulher, quando os filhos já podem andar com suas próprias pernas, pode trabalhar fora, mas quando tem filhos pequenos deve dar prioridade aos mesmos (não vou comentar exceções).
E essa questão da denúncia, já citei para integrantes da Casa da Mulher Brasileira, falando do fato de se os cônjuges tiverem algum problema no relacionamento, procurarem um padre ou pastor; pois não há necessidade de logo fazer uma denúncia, não correr imediatamente para uma demanda, mas buscar o entendimento, porém a sugestão que dei para uma das atendentes da Casa, não foi ouvida. Por isso, repito, que para uma boa gestão é preciso colocar “Deus no meio”.
E por favor não gritem que o “Estado é laico”, pois isso significa apenas que o Estado não deve ter uma religião oficial, mas deve praticar valores, como amor, respeito, honestidade, consideração, carinho, lealdade, e assim por diante.
Eu sou pastor batista e fico triste com essas políticas equivocadas que apenas “parecem ser boas”.
A mulher deve amar a si mesma, cuidar do lar, dar filhos bem educados à sociedade e ser feliz.
Há poucos meses, comemoramos os 500 anos da Reforma Protestante. Eu e a Simone, minha esposa, falamos sobre a esposa de Lutero, a Katharina von Bora, que não fez nenhum ato heroico, não escreveu nenhum livro, mas cuidou da casa e dos filhos, dando condições para Lutero escrever sermões, traduzir a Bíblia para o Alemão, cuidar de aspectos doutrinários, enfim, fazer a obra da reforma da igreja, de cujos benefícios ainda desfrutamos hoje.  Então, esse lado familiar deve ser valorizado, pois é de grande importância.
Pensem nisso, e deixem de querer tirar a mulher do lar, pois lá ela é imprescindível! Lembrem também que Deus precisa estar tanto no lar quanto na política!
Pr. Carlos Trapp

3 Comentários

Deixe um comentário
  1. Marcos Henrique Garcia / mar 6 2018 10:33

    então, quer dizer que se a mulher apanha do marido, ela deve buscar o aconselhamento pastoral e não denunciar? pq se o marido bate uma vez ou ameaça umas poucas vezes ela não deve denunciar?

    • carlostrapp / mar 20 2018 16:06

      Marcos, já conheço sua mentalidade liberal. O que eu digo é que no início de um conflito se deve buscar aconselhamento, pois ele está de todo excluído quando se trata da relação entre homem e mulher, enfim, quando se fala da lei Maria da Penha.
      Será que convém isso? Será que o aconselhamento não cabe, não tem espaço?

    • carlostrapp / jan 18 2020 17:12

      Marcos, você deve ter em mente ajudar, compreender. Segundo o seu pensamento não deve haver diálogo, busca de entendimento, mas eu sugiro isso.
      Logo, na primeira dificuldade deve haver o diálogo entre os cônjuges, se não conseguirem resolver, devem buscar ajuda pastoral. Isso não significa que não posso haver uma denúncia em casos mais graves.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: