Pular para o conteúdo
8 de janeiro de 2021 / carlostrapp

Eleições municipais 2020

No dia 15 de novembro, tivemos as eleições para o Legislativo e Executivo Municipal, sendo reeleitos e eleitos os novos vereadores, sendo que a Câmara teve 58% de renovação. O prefeito Marcos Trad foi reeleito, em primeiro turno, com 52,58% dos votos válidos.
Em segundo lugar, ficou Sérgio Harfouche, Avante, com 11,58% (esses votos acabaram sendo anulados); em terceiro, ficou Pedro Kemp, PT, com 8,32%, e em quarto, Vinícius Siqueira, PSL, com 8,20%; em quinto, Sidneia Tobias, Podemos, com 4,60%; em sexto, Márcio Fernandes, MDB, com 3,01%; em sétimo, Esacheu Nascimento, PP, com 2,45%; em oitavo, João Henrique Catan, PL, com 2,44%; em nono, Marcelo Miglioli, SD, com 1,90%; em décimo, Dagoberto Nogueira, PDT, com 1,57%; em décimo primeiro, Guto Scarpanti, Novo, com 1,16%; em décimo segundo, Cris Duarte, Psol, com 1,11%; em décimo terceiro, Marcelo Bluma, PV, com 0,64%; em décimo quarto, Paulo Matos, PSC, com 0,45%.
É preciso considerar também o índice de abstenção, que foi alto, ou seja, 25,14% (154.003). Os votos brancos foram 5,51% (25.241) e os nulos, 4,46% (20.447). Enfim, os que não aproveitaram a oportunidade de votar, que não se interessaram, foram 35,11%, ou seja, os que se abstiveram, anularam o voto ou votaram em branco, somaram um total de 199.691 eleitores.
Esse número é preocupante, pois somente se participarmos com o nosso voto podemos mudar os rumos de uma sociedade. Portanto, fica o apelo para que todos votem e expressem a sua vontade, nas futuras eleições.
Os vereadores eleitos foram:

  • Tiago Vargas, PSD;
  • Carlão, PSB;
  • Zé da Farmácia, Podemos;
  • João César Mattogrosso, PSDB;
  • Prof. Juari, PSDB;
  • Gilmar da Cruz, Republicanos;
  • Prof. João Rocha, PSDB;
  • Sílvio Pitu, DEM;
  • Prof. Riverton, DEM;
  • Valdir Gomes, PSD;
  • Otávio Trad, PSD;
  • Beto Avelar, PSD;
  • Júnior Coringa, PSD;
  • William Macksoud, PTB;
  • Betinho, Republicanos;
  • Camila Jara, PT;
  • Dr. Jamal, MDB;
  • Papy, Solidariedade;
  • Edu Miranda, Patriota;
  • Clodoilson Pires, Podemos;
  • Dr. Sandro Benites, Patriota;
  • Dr. Loester, MDB;
  • Marcos Tabosa, PDT;
  • Airton de Araújo, PT;
  • Dr. Victor Rocha, PP;
  • Ronilço Guerreiro, Podemos;
  • Coronel Alírio Villasanti, PSL;-
  • Prof. André, Rede;
  • Dharleng Campos, MDB

Agora, quero falar um pouco sobre os candidatos batistas que disputaram as eleições municipais, em Campo Grande, MS, citando nome de urna, partido, número de votos e igreja.

  • Kriegel Nascimento, PT, 108, IB Jd. Tarumã;
  • Luiz C. Zaparolli, Avante, 133, IB Centenário do Povo;
  • Josué dos Anjos, PV, 139, TIB;
  • Karina Ketty, SDD, 151, IB Janelas do Céu;
  • Enf. Sumaira, PSB, 184, IB Ágape;
  • Paulo Amaral, Republicanos. 241, Ágape;
  • Josafá Coquinho, PSC, 252, MB Noroeste (QIB);
  • Marcos Rogério Cabeleireiro, Patriota, 266, IB Coronel Antonino;
  • Rodrigues Cartório, Patriota, 274, IB Guanandi;
  • Carlinhos Senador, Avante, 300, IB Filadélfia;
  • Ubirajara, PP, 332, PIB;
  • Victória Peixoto, Novo, 332, PIB;
  • Edil, PV, 338, IB Vila Célia;
  • Coronel Trindade, MDB, 340, IB Boas Novas;
  • Martinha, PSD, 347, IB Redenção;
  • Demontiê, SDD, 352, PIB;
  • Carlos Trapp, PSL, 381, IB Nova Jerusalém;
  • Eduardo Carvalho, PTB, 384, TIB;
  • Sgto. Viana, Podemos, 569, IB Guanandi;
  • Marcos Silva, PSL, 591 PIB;
  • Enf. Soninha, Patriota, 829, IB Jd. Tarumã;
  • Denis Pereira, SDD, 1.622, IB Reconciliação;
  • Edu Miranda, Patriota, 2.986, IB Memorial (único eleito);
  • Veterinário Francisco, PSB, 4.223, TIB.
    Já fiz a média dos candidatos eleitos, que é de 3.407 votos.
    Vamos ver quantos batistas poderiam ter sido eleitos. Esses 24 candidatos batistas fizeram 15.674 votos.
    Com a média de 3.407 votos, poderiam ter sido eleitos seis vereadores, com sobra de cerca de 1.800 votos.
    Outra, com menos candidatos, mais votos teriam sido conquistados, pois o eleitor adquire mais confiança. Com muitos, geralmente, raciocina de que há muita pulverização e pouca chance de se eleger, acabando em votar em outro.
    Há cerca de 20 mil batistas em Campo Grande, enfim, um enorme potencial, que pode e deve ser melhor aproveitado, bastando um estudo e orientação nesse sentido.
    Peço a devida compreensão do leitor por ter abordado esse segmento da população campo-grandense, pelo fato de ter dados sobre os mesmos.
    Que Deus abençoe os eleitos!
  • Pr. Carlos Trapp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: