Pular para o conteúdo
29 de outubro de 2016 / carlostrapp

Para o bem ou para o mal, sem neutralidade

O fato de ter sido candidato a vereador me fez viver experiências interessantes. E na minha consciência sinto-me no dever de compartilhar um fato.
Mas antes, quero dizer que existem tantas opiniões sobre assuntos que envolvem as eleições, que julgo oportuno fazer seminários sobre isso, para que tenhamos um consenso maior.
Então, voltando ao fato, digo que mandei uma mensagem pelo WhatsApp, repassando algum material de campanha, solicitando que a pessoa compartilhasse isso para que o maior número de pessoas soubesse que sou candidato.
Ela me respondeu dizendo que não era para mandar isso para ela, pois “não fazia campanha”. Mas vamos analisar isso para ver se de fato ela “não faz campanha”.
No título, eu disse que todos somos relevantes, tanto para o bem quanto para o mal. Isso quer dizer que não há neutralidade. Ou seja, se você não seja engaja pelo bom, o mau vai te agradecer porque você está ajudando o mesmo.
Por isso, a pessoa que disse que “não fazia campanha”, na verdade “está fazendo” (talvez nem tenha consciência disso, mas está fazendo).
Pegando a Câmara Municipal de Campo Grande como exemplo, digo que há 29 cadeiras a serem preenchidas nas eleições de 02 de outubro. Se o eleitor não lutar por bons candidatos, os maus vão agradecer, pois irão chegar lá.
Então, mais uma vez tenho que dizer que não há neutralidade, por isso sua atitude é muito importante.
Você pode argumentar que estou querendo lhe obrigar a fazer algo. A resposta a isso é não, pois quero mostrar apenas a sua importância e as consequências da sua decisão, das suas atitudes.
Exemplifico isso com a pregação de um sermão, onde você destaca a salvação que há em Cristo Jesus. Você quer que o seu ouvinte creia no que você prega, mas ele pode argumentar que “não é obrigado a crer no que você prega”.
E é verdade! Mas se ele não crer ele será condenado! É a liberdade com responsabilidade!
Assim em todas as áreas da vida somos livres, porém responsáveis. Podemos escolher entre o bem e o mal, porém não podemos escolher as consequências, que são inexoráveis.
Então, temos que concluir que todos estamos engajados, para o bem ou para o mal, enfim, estamos “fazendo campanha”. Se estamos levando ao conhecimento dos eleitores bons candidatos, estamos dando subsídios para uma boa escolha; se não estamos fazendo nada, estamos contribuindo para que o mau obtenha êxito.
Você pode até replicar que tem os meios de divulgação e que, portanto, isso não é com você. Digo que sua atitude sempre será relevante, didática, pois estará dizendo que a eleição não é importante, que não se importa com quem chegará ao Legislativo e Executivo. Enfim, repito, não há neutralidade, pois sua atitude sempre terá consequências.
Você também pode dizer que “vai orar”. Isso é bom! Mas só a oração Deus não ouve, pois seria o mesmo que ouvir o estudante que não estudou, para “passar na prova”, pois estimularia o ócio.
Então, pastor, eleitores em geral: Todos somos importantes, somos relevantes. Basta agora usar essa relevância para o bem. Acrescento que o próprio Deus “fez campanha” ao ajudar os “eleitores de Israel” quanto ao proceder na escolha de um rei (Dt 17.14-20).
Sabendo disso, vamos errar se não o praticarmos (Tg 4.17).
Viu a sua relevância? Use-a para o bem para que os bons cheguem ao poder, e que haja justiça, e não, gemidos (Pv 29.2).
Para enfatizar termino dizendo que você “está em campanha”, para o bem ou para o mal, e sabemos que a minha, a sua escolha, sempre deve ser pelo bem. Façamos isso, para a glória de Deus!
Pr. Carlos Trapp
Nota: As eleições do Primeiro Turno já passaram e amanhã já teremos o Segundo Turno, mas a questão de que não podemos ficar neutros vale para todas as situações, por isso, a publicação do texto, e a solicitação para a devida compreensão.
Lembro que o texto foi publicado no jornal Cidadão Evangélico de outubro de 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: