Pular para o conteúdo
13 de agosto de 2011 / carlostrapp

A integridade nos protege

Tudo o que nos chega e aceitamos, pode nos abençoar ou prejudicar. Tudo vai depender da nossa santidade. Às vezes Deus nos permite acesso ao dinheiro, às vezes, a muito dinheiro. O mesmo acontece com influência, relacionamentos, autoridade, fama, oportunidades etc.

Se o Espírito Santo produz o seu fruto em nossa vida, e sabemos que parte deste fruto é o domínio próprio ou autocontrole (Gl 5.23), estamos prontos para não nos deixar dominar por nada. Deus usa a nossa santidade para nos proteger. Por outro lado, “Quem não sabe se controlar é tão sem defesa como uma cidade sem muralhas.” (Pv 25.28).

Eugene H. Peterson disse que “a verdadeira espiritualidade, a espiritualidade cristã, tira a atenção de nós mesmos e foca-a em outra pessoa: Jesus.” Se concordarmos com ele, entenderemos que, os que agem com sinceridade diante de Deus, buscando um relacionamento saudável com Ele, só se deixarão controlar pelo Espírito.

Philip Yancey, num dos seus livros, citou um rabino que disse: “O homem deveria carregar duas pedras no bolso: uma com a inscrição ‘Não passo de pó e cinza’ e outra com a frase ‘Por minha causa o mundo foi criado’. E cada pedra deveria ser usada sempre que necessário”. O que destrói mais, portanto, é a falta de integridade pessoal, que inibe a ação do Espírito, impossibilita o domínio próprio, deixando à deriva o insincero, ainda que religioso.
A integridade nos protege.

Pr. Lécio Dornas

Nota: Publicado no Jornal “O Cidadão Evangélico” de agosto de 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: