Skip to content
20 de setembro de 2011 / carlostrapp

Eli, o pai de Finéias e Hofni

Eli foi juiz de Israel por 40 anos e acumulava essa função com a de sumo sacerdote.

Em hebraico o termo “Eli” significa “Ascendido”. Em aramaico significa “Subido”. Eli foi o 16º juiz de Israel, a contar de Moisés. Foi durante o seu ministério que nasceu Samuel (o filho de Ana e de Elcana), que foi por ele criado no Templo e preparado para ser o próximo profeta e juiz de Israel.

O ministério profético de Eli não ia nada bem, pois nessa época Deus não estava se manifestando através de profecias e as visões não estavam sendo reveladas ao povo de Israel. Eli era descendente de Itamar, o quarto filho do sumo sacerdote Arão. A decadência do ministério de Eli devia-se à sua falha na criação e na sua negligência na disciplina de seus dois filhos: Finéias e Hofni (1Sm 1.9-28; 2.11-18; 3.1-21; 4.18; 1Rs 2.27; 1Cr 24.3; Êx 6.23).

Quando Eli se mostrou relapso não só como pai, mas também como sumo sacerdote de Israel, seus dois filhos, Finéias e Hofni, apesar de servirem como sacerdotes no Templo, mostram-se imprestáveis e interessados apenas em satisfazer sua gula e seus desejos sexuais impuros. Não se contentaram com o quinhão de sacrifício destinado a eles pela Lei de Deus, e até mesmo se serviam antes do Senhor Deus, ao ordenarem que um ajudante exigisse carne crua de um doador, antes de fazer a gordura fumegar sobre o altar. Os filhos cobiçosos e sensuais de Eli usavam de suas posições na tenda de reunião para se entregar aos vícios e furtos, em prejuízo da adoração pura a Deus. Mesmo quando seus filhos corruptos tiveram relações sexuais com as mulheres que serviam à entrada do Tabernáculo, Eli não os expulsou do cargo, mas apenas os censurou de forma branda. Eli continuou honrando aos seus filhos mais do que ao Senhor Deus (1Sm 2.12-17,22- 25,29).

No decorrer do tempo, chegou um profeta de Deus com uma mensagem funesta de aviso: “O poder e a influência da casa de Eli serão decepados, de modo que não chegará a haver homem idoso na casa dele. Seus filhos corruptos são designados a morrer num só dia” (1Sm 2.27-36). Por intermédio do próprio menino Samuel, Deus reafirmou o julgamento adverso sobre toda a casa de Eli (1Sm 3.11-14). Samuel teve medo de relatar essa mensagem, mas o fez a pedido a Eli. Eli sujeitou-se humildemente a isso, dizendo: “É de Deus. Faça ELE o que for bom aos seus olhos” (1Sm 3.15-18).

A retribuição chegou segundo a Palavra de Deus. Israel perdeu cerca de 4.000 homens na batalha contra os filisteus. Os israelitas decidiram trazer de Siló a Arca e levá-la ao acampamento, pensando que isto resultaria em serem libertos dos seus inimigos. Mas os filisteus aceleraram os esforços de combate. 30.000 homens israelitas foram mortos. A Arca é capturada.

Hofni e Finéias, que estavam ali com a Arca, foram mortos. Um homem de Benja-mim vai correndo das linhas de frente para levar as novas a Eli. Cego e debilitado, com 98 anos, está sentado à beira da estrada, seu coração tremendo por causa da Arca. Ao ouvir dizer que a Arca foi capturada, Eli cai de costas e morre de fratura no pescoço (1Sm 4.2-18).

A retribuição adicional contra a casa de Eli sobreveio no governo do rei Saul, que ordenou o assassinato dos sacerdotes de Nobe, descendente de Eli, por meio de Aitube, filho de Finéias (1Sm 14.3; 22.11,18). Apenas Abiatar, filho de Aimeleque, escapou do massacre e continuou servindo como sacerdote durante o reinado de Davi (1Sm 22.20; 2Sm 19.11). No entanto, Abiatar foi removido como sacerdote por Salomão, por ter oferecido ajuda a um conspirador rebelde, Adonias (1Rs 1.7; 2.26,27). Cumpriu-se assim o julgamento de Deus sobre toda a casa de Eli, e os descendentes dele foram expulsos para sempre do cargo de sumo sacerdote (1Sm 3.13,14). É interessante observar que a Bíblia faz referência a dois homens com o nome de Eli: 1) Eli, o 16º juiz de Israel a contar de Moisés. 2) Eli, o pai de Maria (a esposa de José e mãe de Jesus) e avô materno de Jesus Cristo (Lc 3.23,31).

Dr. Venâncio Josiel dos Santos, Presidente da Academia Evangélica de Letras e Artes/MS (AELA/MS)

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.584 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: